quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Fragmentos Memoráveis V

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013
Imagem - colwyn thomas; nude

Não há tempo que não finde um medo,
nem minutos previstos, contados 
para o fim de um desejo

Nem mesmo a raiva quebrada
pelo encanto do dito: te amo;
estancaria o pranto, agora de felicidade

É mutuo o querer resolver, porque
as horas passam rápidas, 
pra gente se dar o luxo de perder

A razão se perde fácil,
sensibilizados pelo nosso prazer inato, 
despindo as magoas, porque nas mãos,
é que a vontade fala...

A vontade fala...
o corpo canta
do desejo, bebe
o tesão inflama
ardendo a cama

Somos, do inferno ao paraíso, 
similar nesse nosso sobe e desce,
vulneráveis em entrega,
hora eu solto, logo você me pega

vem o ápice, e nada mais é dito,
inexplicável... agora...
existe somente os sentidos...

Desgrudados, você para um lado,
eu, oposto, jogado, sorrindo,
e mais um problema nosso resolvido.

Artur César
21/02/2013
20:22


Fragmentos Memoráveis I
Fragmentos Memoráveis II
Fragmentos Memoráveis III
Fragmentos Memoráveis IV

2 comentários:

Codinome Beija-flor disse...

Artur, esse seu poema é um tanto audacioso... Consigo transitar pelo casal romantico ao sexual e sentir suas sensações...uma pena o problema ter sido resolvido ao final do texto, acho que esperei um desfecho com mais tesão, porque esse homem ama, e muito! Gostei... :)

Lívia Azzi disse...

Muito bom, Arthur!

Sexo tem que ter pegada, erotismo, sedução. E, é claro, palavras!!

Adorei o novo visual do blog.

Um beijo,

Lívia

Postar um comentário

 
Essa Parte de Mim... © 2008. Design by Pocket